Fita adesiva de silicone para cicatrizes: eles funcionam?

Os adesivos em gel de silicone são um produto OTC comumente utilizado na prevenção de cicatrizes. Seja por trauma, por cirurgia ou por outras causas, a maioria das pessoas não gosta de cicatrizes e por esta razão procuram uma maneira de prevenir sua formação e melhorar sua aparência na esperança de fazê-las desaparecer. Também é comum que os pacientes procurem uma consulta com um especialista porque estão insatisfeitos com uma cicatriz antiga.

Ao pesquisar no Google sobre este tema, o gel de silicone e as fitas adesivas de silicone muitas vezes aparecem nos resultados da pesquisa como uma forma de minimizar as cicatrizes, mas será que elas realmente funcionam?

Que tipo de cicatrizes podem ser tratadas com adesivo de gel de silicone?

As pessoas com histórico de cicatrizes anormais ou que passam por procedimentos que são conhecidos por terem uma alta incidência de cicatrizes ruins são mais propensas a se beneficiar da placa de silicone para evitar a formação de cicatrizes hipertróficas.

Qualquer tipo de cicatriz fresca pode se beneficiar do uso de produtos de silicone, começando com seu uso a partir do momento em que a pele estiver totalmente cicatrizada.

Cicatrizes antigas hipertróficas ou quelóides também podem se beneficiar do uso de fitas de silicone.

As placas de silicone são a melhor opção, mas quando a localização da cicatriz torna difícil a aplicação e o desgaste durante o dia e a noite, pode-se experimentar os produtos de gel de silicone: embora provavelmente menos eficazes, eles ainda podem ser melhores do que nada.

Peça orientação a seu médico de confiança para ver se estas podem ser opções adequadas às suas necessidades.

Qual é o efeito das placas de gel de silicone sobre as cicatrizes? Elas realmente funcionam?

Os efeitos produzidos pelas fitas de silicone sobre as cicatrizes são: achatamento, aumento da maleabilidade, amolecimento, aumento da elasticidade e melhora da cor da cicatriz.

Há evidências mistas sobre sua eficácia, e alguns argumentam que os estudos que mostram resultados positivos são tendenciosos. No entanto, a fita adesiva de silicone é uma terapia usada desde 1982 e recomendada não apenas por um grande número de médicos no mundo inteiro, mas também por sociedades médicas, como a Academia Americana de Dermatologia.

Qual é o mecanismo de ação?

O mecanismo pelo qual as placas de gel de silicone são capazes de melhorar o aspecto e a sensação das cicatrizes ainda não é completamente compreendido. Pode ser simplesmente por causa da maior retenção de umidade na pele coberta pelo silicone, porque elas diminuem a tensão na cicatriz, porque proporcionam uma camada adicional de proteção contra bactérias, ou por causa de outros fatores capazes de influenciar a quebra do colágeno e a ativação do fibroblasto. São necessários mais estudos para entender exatamente como e por que eles funcionam.

Como usar as fitas de gel de silicone para melhorar as cicatrizes?

Para proporcionar efeitos positivos nas cicatrizes, as fitas de silicone têm que ser usadas por pelo menos 12 horas todos os dias, e é aconselhável usá-las por 24 horas para melhores resultados lavando-as a cada 12 horas antes de reaplicar. Elas podem ser fixadas na cicatriz com alguma fita médica para aumentar a aderência à pele e evitar o risco de queda. Devem ser usadas por 2 a 3 meses, às vezes até 6 meses ou como aconselhado por seu médico.

A placa de silicone deve ser aplicada o mais rápido possível, mas somente em pele epitelizada (ou seja, não em crostas ou feridas abertas).

Devido às longas horas deste tratamento e à longa duração geral, é comum ver que o paciente não cumpre o cronograma de aplicação do fita de silicone, o que resulta em poucos ou nenhuns benefícios.

Quais são as contra-indicações e os efeitos colaterais da placa de silicone?

A fita de silicone é contra-indicada em pacientes com certas condições dermatológicas e pacientes com hipersensibilidade conhecida ao silicone. As placas de silicone não devem ser usadas em feridas abertas.

Os efeitos colaterais, que são mais prováveis de serem sentidos em climas quentes e úmidos, incluem prurido persistente, erupção cutânea, maceração e quebra da pele.

O que mais você pode fazer para minimizar as cicatrizes?

Há muitos fatores no estilo de vida que influenciam as cicatrizes: não fumar e evitar o consumo de álcool ajudam na cura. Não expor a cicatriz à luz solar e cobri-la ou usar protetor solar (FPS 50) especialmente enquanto a cicatriz ainda estiver vermelha, é muito importante para evitar a hiperpigmentação. Também é importante estar bem hidratado e seguir uma dieta equilibrada que cubra todos os micro e macro-nutrientes essenciais.

Você também deve evitar a tensão da ferida e da cicatriz, manter a incisão ou a ferida limpa para evitar infecções e, em geral, seguir precisamente as instruções pós-cirúrgicas e os conselhos do médico!

As massagens podem ajudar a diminuir a sensibilidade da cicatriz e a prevenir e tratar as aderências com os tecidos mais profundos, assim como aumentar a elasticidade da pele.

As cicatrizes também dependem de fatores pessoais relacionados à capacidade do organismo de curar e à sua própria fisiologia e genética; idade, estado de saúde e tipo de pele também afetam a cicatrização e todos esses fatores tornam-na não totalmente previsível ou controlável. Por esta razão, cada pessoa é diferente e pode curar ou fazer cicatrizes de maneira diferente também.

Que outros produtos são eficazes para minimizar e tratar cicatrizes?

Muitos produtos são comercializados por seu suposto efeito de melhorar o aspecto das cicatrizes. Entre eles existem:

  • Vitamina C tópica
  • Vitamina E tópica
  • Extrato ou gel de aloe tópico, alantoína, centella asiatica e extratos de muitas outras plantas
  • Gel glicosaminoglicano, fosfolípidos e cremes glucosamínicos

Embora muitos produtos possam ser benéficos para o tratamento da hiperpigmentação cicatricial, quando se trata do próprio tecido cicatricial, a maioria deles tem benefícios não comprovados. Além disso, os pequenos benefícios proporcionados por poucos produtos podem na verdade ser devidos ao movimento de massagem durante a aplicação ou devido às suas propriedades de retenção de umidade.

Por esta razão, o SPF50 para evitar a hiperpigmentação e qualquer hidratante pode fazer muito bem. Um agente clareador da pele, como um soro de vitamina C, pode ser útil no tratamento da hiperpigmentação. Peça conselhos a seu dermatologista.

Quais outros tratamentos são os melhores para as cicatrizes?

Os seguintes tratamentos minimamente invasivos têm se mostrado eficazes no tratamento de cicatrizes e na melhoria de sua aparência e sensação. Dependendo do tipo específico de cicatriz e de suas características pessoais, um tratamento pode ser mais aconselhável do que outro. Uma terapia combinada também pode ser mais benéfica do que um único tipo de tratamento, portanto é importante ter uma consulta com um cirurgião plástico ou um dermatologista.

Referências
  • Evidence-Based Scar Management: How to Improve Results with Technique and Technology.
    I Khansa, B Harrison, JE Janis – Plastic and Reconstructive Surgery, Sep 2016
  • Topical Scar Treatment Products for Wounds: A Systematic Review.
    B Tran, JJ Wu, D Ratner – Dermatologic Surgery, Dec 2020
  • Essentials of Aesthetic Surery.
    JE Janis – Thieme, 2018
  • The Unfavorable Results in Plastic Surgery – Avoidance and Treatment. 4th Edition
    MN Cohen, SR Thaller – Thieme, 2018
  • Cosmetic Dermatology – Principles and Practice. 2nd Edition
    L Baumann – McGraw Hill Medical, 2009
  • American Academy of Dermatologists (AAD)

Share:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk
Share on tumblr
Share on mix
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp

Save time and energy

For doctors or clinics recommendation, more information on the topic of this article or a free quotation

Subscribe to the Newsletter